Daily News – Brasil: Tempestade Perfeita

O dia está começando com queda das bolsas e das commodities, alta das cryptos e abertura das taxas de juros nos EUA. O destaque, contudo, fica por conta da confirmação, no Brasil, de um programa social que, no minimo momentaneamente, irá “furar” o Teto dos Gastos.

 

Como tenho escrito neste fórum nos últimos dias, independente do valor do Teto que será rompido, essa posição cria um precedente extremamente perigoso e negativa para o país.

 

O Ministro da Economia deixou claro que a opção escolhida foi política e não técnica. Guedes disse que “entende a escolha” mas a classe política precisará encontrar um caminho consciente para entregar o que está prometendo sem ferir as regras fiscais (isso é possível juridicamente, mas as custas de uma deterioração enorme dos fundamentos do país).

 

Sem uma visibilidade maior em relação a austeridade fiscal prospectiva, independentemente da posição técnica e de valuations atrativos, os ativos locais devem continuar reagindo de forma negativa. Vale lembrar que ainda convivemos com uma inflação elevada, alta de juros, desemprego alto e sinais de desaceleração do crescimento em um ambiente de “Tempestade Perfeita” para o país.

 

Se não bastante os ruídos do Auxílio Emergencial, ainda tivemos o STF revertendo parte importante da Reforma Trabalhista, tão importante para o mundo corporativo e para o empreendedorismo do país desde quando foi aprovada. Finalmente, o Relator da Reforma do IR sinalizou em corrigir a tabela do IR em 40%.

 

Na China, a saga da Evergrande continua sem solução e está empurrando outras empresas do setor a situação de default. O país ainda convive com problemas em sua matriz energética, que atuará como um vetor de pressão ao crescimento:




 

Na Rússia, os casos de covid voltaram a assolar o país, levando a lockdowns no país.

 

Nos EUA, há uma clara mudança na sinalização dos membros do Fed. Agora, dizem que caso a inflação permaneça elevada em 2022, e/ou as expectativas de inflação fiquem desancoradas, serão obrigados a reagir (leia-se, acelerando o processo de encerramento do QE e/ou com altas de juros).:





Será importante observar a dinâmica do crescimento global nos próximos meses. Acho natural observarmos alguma acomodação do crescimento pós pandemia, mas a velocidade, magnitude e duração dessa “acomodação” será fundamental para a reação dos ativos de risco:




*As análises e opiniões são pessoais e não representam, necessariamente, uma visão institucional.

 

Dan H. Kawa

CIO TAG Investimentos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

China: Tudo que você precisa saber!

Daily News – Os Riscos do Oriente

Daily News – Cisne Negro